Instalação Oracle RAC 10g com VirtualBox – Parte 2
July 27, 2011

Parte 1 – Introdução
Parte 2 – Criação e configuração da VM
Parte 3 – Criação do Oracle Linux
Parte 4 – Configuração do Oracle Linux
Parte 5 – Configuração do Oracle Linux II
Parte 6 – Clonagem da VM e criação dos disk image
Parte 7 – Configuração dos discos ASM e OCFS2
Parte 8 – Instalação do Oracle Clusterware
Parte 9 – Aplicação do Patch 10.2.0.5 no Oracle Clusterware
Parte 10 – Instalação Oracle Database 10g
Parte 11 – Aplicação do Patch 10.2.0.5 no Oracle Database
Parte 12 – Criação do Listener e ASM em modo cluster
Parte 13 – Criação do banco de dados

Dando inicio hoje a criação do nosso ambiente de teste Oracle RAC 10g utilizando VirtualBox tanto para criar as máquinas virtuais como os discos compartilhados entre as instâncias.

Não colocarei aqui o passo a passo para instalar o VirtualBox, visto que é extremamente simples, basta alguns “NEXT” e o seu VirtualBox estará instalado, até mesmo no Linux (no meu caso o Ubuntu) a utilização do VirtualBox é muito simples e amigável.

 

Criando a máquina virtual

A parte 2, está destinada a criação e configuração da VM. Estarei aqui demonstrando de forma mais detalhada possível a criação da máquina 1 do cluster que depois será clonada para a máquina 2.

Sem mais rodeios, vamos ao trabalho …

Quando se abre o VirtualBox é listado todas as máquinas virtuais instaladas no seu lado esquerdo (ver figura 1), caso você tenha instalado agora o seu VirtualBox, você será essa listagem vázia.

 

figura 1


Vamos iniciar a criação de uma nova VM, ela será criada do zero. Para isso clique no botão azul New no canto superior esquerdo.

figura2

 

Será aberto o Wizard da criação da VM, basta clicar em Next.

figura 3


Nessa parte é necessário atribuir um nome para a máquina, no meu caso coloquei de Oracle RAC 10g – 1, fique a vontade para colocar o nome que preferir. Escolhemos nesse ponto também o Sistema Operacional e a Versão dele. Como nesse exemplo estarei utilizando o Oracle Linux escolhi a opção Linux para SO e Oracle para a versão.
figura 4


Definimos aqui a quantidade de memória utilizada pela VM, 512 MB é um número bom para termos um ambiente de teste, coloque o valor que desejar.
figura 5


Quando se cria uma VM no VirtualBox, temos a opção de criar um novo Virtual Hard Disk ou utilizar um existente. Como estamos criando do zero nossa máquina virtual, devemos escolher a opção Create new hard disk. Esse é o disco que iremos instalar os binários Oracle, é o disco local da máquina. Escolha as opções abaixo e clique em Next para abrir o Wizard da criação do disco virtual.
figura 6


Aqui, já estamos no Wizard para criarmos nosso disco virtual. Apenas clique em Next.
figura 7


Um Virtual Hard Disk pode ser dinâmico ou fixo. Para melhor utilização do espaço do meu HD, estarei utilizando o disco virtual em modo dinâmico.
figura 8


Nesse ponto é onde definimos o caminho e o tamanho do nosso disco. O caminho fica a seu critério, porém o tamanho não recomendo colocar menor do que 15G, já que pode não ser suficiente para instalar os binários do cluster e do oracle.
figura 9


Observe o resumo de toda as configurações do Virtual Hard Disk e caso esteja de acordo clique em Finish para criar o disco.
figura 10


Com o hard disk criado, o Wizard de criação de disco será finalizada e voltará para o Wizard da máquina virtual. Nesse momento, observe atentamente o nome, quantidade de memória, localização de disco etc … Caso tudo esteja conformo você deseja basta clicar em Finish para concluir a criação da VM.
figura 11

figura 12


Configuração da máquina virtual

Iremos iniciar agora, a configuração da máquina virtual recém criada. Para iniciar o Wizard de configuração da VM, basta selecionar a máquina desejada e clicar em Settings, como exibido na figura 13.

figura 13

A primeira aba de configuração é a General. Nela não temos que realizar nenhuma configuração, por isso pule para a aba System.
figura 14

Na aba System, desmarque o Floppy (disquete) no boot order, fazendo com que no momento do boot, o VirtualBox não utilize o floppy.
figura 15

A próxima aba de configuração é a Storage. Devemos remover a unidade de CD/DVD-ROM vazia e adicionar uma nova apontando para a ISO Oracle Linux 5. Veja os passos  nas figuras 16, 17, 18, 19, 20 e 21.
figura 16

Confirme a remoção da unidade de CD/DVD-ROM vazia.
figura 17

Adicione um novo dispositivo de CD/DVD-ROM clicando no primeiro ícone do IDE Controller
figura 18

Escolha a opção Choose disk(Escolher disco).
figura 19

Selecione a ISO correspondente do Oracle Linux 5 e clique em Open.
figura 20

figura 21


Desabilite o Audio na máquina virtual através da aba Audio. Após desabilitar feito isso, vá até a aba Network.
figura 22


Aqui é onde se define os adaptadores de rede. Temos que habilitar 2 adaptadores de rede em modo Bridged. As figuras 23,  24 demonstra como realizar essa configuração
figura 23

figura 24

Por fim, basta desabilitar a USB da máquina na aba USB, como na figura 25.
figura 25

Com todos os passos acimas realizados, temos uma máquina virtual criada e pronta para iniciar a instalação do Linux, que será nossa próxima etapa. Caso ficou alguma dúvida em algum processo poste seu comentário que terei prazer no que puder ajudar.
Até a próxima etapa


Disclaimer: The views expressed on this blog are my own and do not necessarily reflect the views of Oracle.

Comments:
  • […] Parte 2 – Criação e configuração da VM […]

    July 27, 2011 — 2:46
  • […] 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle […]

    September 10, 2011 — 12:56
  • […] 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle […]

    September 10, 2011 — 12:58
  • […] 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    September 15, 2011 — 15:26
  • […] 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    September 22, 2011 — 18:17
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    October 1, 2011 — 14:10
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    October 13, 2011 — 14:08
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    November 9, 2011 — 2:49
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    November 9, 2011 — 2:57
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    January 25, 2012 — 0:34
  • […] google_color_bg = "FFFFFF"; google_color_url = "008000"; Parte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    January 25, 2012 — 0:35
  • […] 2012-04-13 Faça o download desse post em um format PDFParte 1 – Introdução Parte 2 – Criação e configuração da VM Parte 3 – Criação do Oracle Linux Parte 4 – Configuração do Oracle Linux I Parte 5 […]

    April 13, 2012 — 0:40
  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    * Copy This Password *

    * Type Or Paste Password Here *